18° Congresso Brasileiro de Embalagem acontece em setembro

Resultado de imagem para 18° Congresso Brasileiro de Embalagem acontece em setembroO site da Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos informa (Assintecal):

“Nos dias 11 e 12 de setembro acontece em São Paulo, o 18° Congresso Brasileiro de Embalagem, realizado pela Associação Brasileira de Embalagem – ABRE, com o apoio da Apex-Brasil.

O evento com o tema “A competitividade a partir de uma nova realidade de mercado, gestão de negócios e cultura de consumo” é voltado às empresas fabricantes de alimentos, bebidas e produtos de cuidados pessoais que atuam no mercado brasileiro ou internacional e buscam ser mais competitivas.
O Congresso contará com a presença de renomados palestrantes do Brasil, Estados Unidos, Canadá e França, e trará em primeira mão uma visão estratégica sobre os rumos do setor de bens de consumo. A programação inclui ainda as tendências do mercado nacional e global e como elas impactam as empresas de bens de consumo e suas embalagens.
Quando e onde:
11 e 12 de setembro
Centro Fecomercio de Eventos – São Paulo/ SP
Informações, programação e inscrições: www.congressoabre.org.br “.

Referências:“18° Congresso Brasileiro de Embalagem acontece em setembro”.  Disponível em: ”https://www.assintecal.org.br/noticias/790/confira-a-programacao-do-seminario-integracao-e-inovacao-na-cadeia-produtiva-do-calcado-francahttp://stickfran.com.br/index.php/adm/blog/editpost/394”.

Acesso em: 29 de agosto de 2018.

Curso sobre proteção cambial e operações de exportação e importação acontece na Feevale

Resultado de imagem para Curso sobre proteção cambial e operações de exportação e importação acontece na FeevaleO site da Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos informa (Assintecal):

“No dia 28 de agosto acontece o curso Financiamentos e Formas de Proteção Cambial nas Operações de Exportação e Importação, na Universidade Feevale, em Novo Hamburgo. Com duração de quatro horas, o curso será ministrado pelo professor Edmilson Milan.

Milan possui especialização em Comércio Internacional (PUCRS), atuou por 31 anos no Banco do Brasil nas áreas de Comércio Exterior e Câmbio. Foi administrador expatriado do Banco do Brasil no Japão por cinco anos (2007 a 2012) e é Professor convidado no MBA Negócios e Empreendimentos Internacionais (Unisinos).
Na ocasião, serão trabalhos os seguintes temas:
• Análise de cenários
• Histórico das taxas de câmbio no Brasil
• Financiamento às exportações
• Formas de proteção cambial nas operações de exportação
• Financiamento às importações
• Formas de proteção cambial nas operações de importação
Clique aqui e saiba mais.
Associados da Assintecal tem direito a 10% de desconto, que deverá ser solicitado pelo e-mail cursoseeventos@feevale.br.
Quando e onde:
28 de agosto de 2018
18h15min às 22h15min
Universidade Feevale Câmpus II – Novo Hamburgo/RS”

Referências:“Curso sobre proteção cambial e operações de exportação e importação acontece na Feevale”.

Disponível em:”https://www.assintecal.org.br/noticias/790/confira-a-programacao-do-seminario-integracao-e-inovacao-na-cadeia-produtiva-do-calcado-francahttp://stickfran.com.br/index.php/adm/blog/editpost/394

Acesso em: 27 de agosto de 2018.

Confira a programação do Seminário Integração e Inovação na Cadeia Produtiva do Calçado – Franca

Resultado de imagem para Confira a programação do Seminário Integração e Inovação na Cadeia Produtiva do Calçado - FrancaO site da Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos informa (Assintecal):

“Franca, em São Paulo, receberá o Seminário Integração e Inovação na Cadeia Produtiva do Calçado: Possibilidades para o aumento da competitividade no Século XXI, no dia 29 de agosto. Com uma programação recheada de cases e palestras sobre os mais diversos temas voltados ao setor, o evento faz parte de um programa de competitividade lançado em maio e tem como objetivo inserir as empresas de componentes de moda e tecnologia, couro e máquinas para calçados e curtumes em uma ação que orienta sobre inovação, novas tecnologias, internacionalização, entre outros.

O seminário é uma ação realizada pela  Assintecal, Associação Brasileira das Indústrias de Máquinas e Equipamentos para os Setores do Couro, Calçados e Afins – Abrameq ,Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex-Brasil e By Brasil, Components, Machinery and Chemicals, com apoio local Sindifranca (Sindicato da Indústria de Calçado de Franca), Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (CIESP) e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai de Franca) .

O evento é gratuito e ocorrerá na sede do Senai da cidade.

 

Programação completa:

07:30  RECEPÇÃO –INTEGRAÇÃO INICIAL 

08:00  – 08:15 – ABERTURA DO EVENTO      

08:15 – 08:45 – A IMPORTÂNCIA DA COOPERAÇÃO ENTRE OS ELOS DA CADEIA PARA O AUMENTO DA COMPETITIVIDADE DAS EMPRESAS   

IVAN DE PELLEGRIN – DIRETOR DA PRODUTTARE

08:45 – 09:15 – MODELOS ENXUTOS DE PRODUÇÃO 

MARCELO GUIMARÃES – DIRETOR DE PLANEJAMENTO DA USAFLEX

09:15 – 09:45 – PRODUTOS INTELIGENTES DESENVOLVIDOS PARA A INDÚSTRIA 4.0 

ALEXANDRE BARONI – CONSULTOR DA PRODUTTARE

09:45 – 10:15 – COFFEE BREAK E NETWORKING  

10:15 – 10:45 – INOVAÇÃO COMPARTILHADA –  CASE DA SAZI MÁQUINAS

ISMAEL SGABAROTTO – COORDENADOR DE ENGENHARIA DA MÁQUINAS SAZI

10:45 -11:00 – OS ANTIMICROBIANOS COMO OPORTUNIDADE DE MERCADO – CASES PRÁTICOS

GABRIEL NUNES – DIRETOR PRESIDENTE DA TNS

11:00 – 11:20 – DEBATE E CONSIDERAÇÕES  

IVAN DE PELLEGRIN – DIRETOR DA PRODUTTARE

MARCELO GUIMARÃES – DIRETOR DE PLANEJAMENTO DA USAFLEX

ALEXANDRE BARONI – CONSULTOR DA PRODUTTARE

ISMAEL SGABAROTTO – COORDENADOR DE ENGENHARIA DA MÁQUINAS SAZI

RENATO RAIMUNDO – VICE PRESIDENTE DA ASSINTECAL E PRESIDENTE DA STICKFRAN

MEDIADOR: JOSÉ CARLOS BRIGAGÃO DO COUTO – PRESIDENTE DO SINDIFRANCA

11:20 – 11:50 – INTERNACIONALIZAÇÃO  

ANGELA HIRATA – RESPONSÁVEL PELA INTERNACIONALIZAÇÃO DA HAVAIANAS

11:50 – 12:10 – DEBATES E CONSIDERAÇÕES 

CRISTIAN SCHLINDWEIN – GESTOR DE PROJETOS DA ABICALÇADOS

ILSE MARIA BIASON GUIMARÃES – SUPERINTENDENTE DA ASSINTECAL

JOSÉ FERNANDO BELLO – PRESIDENTE DO CICB

REPRESENTANTE DA ABRAMEQ

MEDIADORA: ANGELA HIRATA

12:10 – 12:15 – ENCERRAMENTO

*Programação sujeita a alterações

Quando e onde:

29/08/2018

07:30 às 12:00

Senai de Franca  – Av. Presidente Vargas, nº 2500 – Cidade Nova, Franca – SP

Para realizar a inscrição, clique aqui 
Inscrições gratuitas

Realização – By Brasil, Components, Machinery and Chemicals, Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos – Assintecal, Associação Brasileira das Indústrias de Máquinas e Equipamentos para os Setores do Couro, Calçados e Afins – Abrameq e Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos – Apex-Brasil.

Organização: Produttare Consultoria.

Apoio local: Sindicato da Indústria de Calçado de Franca – Sindifranca, Centro das Indústrias do Estado de São Paulo – CIESP e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial – Senai de Franca.

Apoio: Associação Brasileira das Indústrias de Calçados – Abicalçados e Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil – CICB 

Patrocínio:

Ouro: Antar Prata: TNS Bronze: Grupo Stickfran, Stk Log e Stk Magazine. ”

Referências:“Confira a programação do Seminário Integração e Inovação na Cadeia Produtiva do Calçado – Franca”.

Disponível em:”https://www.assintecal.org.br/noticias/790/confira-a-programacao-do-seminario-integracao-e-inovacao-na-cadeia-produtiva-do-calcado-francahttp://stickfran.com.br/index.php/adm/blog/editpost/394

Acesso em: 23 de agosto de 2018.

Inscrições abertas para rodada de negócios em Novo Hamburgo

Resultado de imagem para https://www.assintecal.org.br/noticias/794/inscricoes-abertas-para-rodada-de-negocios-em-novo-hamburgo
O site da Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos informa (Assintecal):
 
“As inscrições para as rodadas de negócios do FF Exchange já estão abertas para empresas do setor coureiro-calçadista associadas às entidades realizadoras (Abicalçados, Assintecal, CICB e Abrameq) até o dia 14 de setembro. O evento, que acontecerá no dia 27 do próximo mês, durante a Semana do Calçado, será sediado na sede do Instituto Brasileiro do Couro, Calçado e Artefatos (IBTeC), em Novo Hamburgo/RS.  Nesta edição, as empresas inscritas conhecerão – e poderão fechar parcerias – com fornecedores de Gestão e Tecnologia da Informação, E-commerce e Manufatura Avançada que fazem parte do projeto Digital Moda, do Sebrae/RS (2D Web, ACID Tecnologia, Alfa Sistemas, BGM Sistemas, BM Tec, Café com Soluções, Easypro Tecnologia, Krafti Tecnologia, Mavetec, Sirros IoT, Unirede e Universo Varejo). Elas fazem parte do Projeto Digital Moda, do Sebrae/RS, e foram capacitadas por dois anos para atender e criar soluções específicas para a cadeia de moda.
 
A gestora de Projetos da Abicalçados, Roberta Ramos, destaca que as inscrições para empresas âncoras interessadas em participar das rodadas terão inscrições gratuitas, desde que associadas às entidades realizadoras, por meio do link. A primeira edição do projeto, pioneiro na cadeia coureiro-calçadista, aconteceu em outubro de 2016, tendo ao longo desses quase dois anos realizado eventos em alguns dos principais polos calçadistas do Brasil, proporcionando conexões e negócios entre fornecedores, calçadistas e setores ligados à gestão, marketing, comunicação, tecnologia, entre outros segmentos. “O FF Exchange é uma rodada de negócios no modelo speed dating, no qual o fornecedor do serviço tem três minutos para fazer o pitch para a empresa âncora. O projeto visa otimizar o tempo e colocar face a face players com potencial para o fechamento de parcerias, já que somente se inscrevem na rodada empresas que buscam os serviços que serão apresentados”, explica Roberta.
 
Future Footwear
O FF Exchange faz parte do programa Future Footwear. Lançado em agosto de 2016, o programa une as principais entidades representativas da cadeia coureiro-calçadista brasileira: Abicalçados (calçados), Assintecal (componentes para calçados), CICB (couros) e Abrameq (máquinas para curtumes e calçados). O objetivo é estimular, por meio de ações conjuntas, a adoção de práticas modernas na manufatura, se utilizando dos conceitos da Indústria 4.0, com alta tecnologia, automação e robótica, e também novos produtos e novos modelos de negócios, cada vez em maior sinergia com a necessidade do “novo” consumidor. Saiba mais sobre o FF Exchange no site www.abicalcados.com.br/ffexchange.
 
Assim como em anos anteriores, as rodadas de negócios do FF Exchange ocorrerão durante a Semana do Calçado, uma iniciativa do IBTeC e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Confira a programação completa da Semana do Calçado em www.semanadocalcado.com.br. “
 

Referências:“Inscrições abertas para rodada de negócios em Novo Hamburgo”.

Disponível em:”http://stickfran.com.br/index.php/adm/blog/editpost/394

Acesso em: 21 de agosto de 2018.

MELHORIAS NO AMBIENTE DE NEGÓCIOS SÃO DESTACADAS POR MARCOS PEREIRA EM REUNIÃO DO CONEX

Resultado de imagem para crescimento

O site da Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos informa (Assintecal):

“Brasília- O ministro Marcos Pereira presidiu, nesta quinta-feira, a 16ª Reunião do Conselho Consultivo do Setor Privado da Câmara de Comércio Exterior. “O Conex não se reunia desde julho de 2015”, lembrou o ministro. “Logo, era urgente a retomada dos trabalhos deste Conselho, que é uma importante ferramenta de debate especializado e qualificado para nós, governo, colhermos sugestões de como melhorar as políticas públicas voltadas ao comércio exterior”, afirmou o ministro.

Apesar desse tempo sem que o Conselho se reunisse, o ministro destacou que a interlocução com os setores tem se realizado, e que o MDIC mantém as portas abertas para recebimento de demandas e formulação de parcerias com o setor produtivo. O ministro também falou que a pauta da reunião, trazida pelo setor privado, incluia temas já defendidos pelo MDIC  como  questões relacionadas às negociações comerciais e aos temas de financiamento às exportações.     Para a secretária-executiva da Camex, Marcela Carvalho, a retomada das discussões do Conex foi importante porque estimula ainda mais o diálogo com os setores mais relevantes da economia brasileira.

Melhorias do ambiente de negócios

Durante a reunião, o ministro também destacou as ações do MDIC para a  melhoria do ambiente de negócios e promoção de investimentos no Brasil, como:

  •  Implementação do projeto piloto RedeSIM, na cidade de São Paulo, que visa a desburocratizar e reduzir o prazo de abertura de empresas de 101 para 7 dias;
  •  Instalação e expansão do Brasil Mais Produtivo, programa de consultoria direcionado a Pequenas e Médias empresas para aplicação de técnicas de manufatura enxuta. O impacto médio é de 51% de aumento de produtividade nas empresas participantes;
  •  Implantação do módulo de exportações do Portal Único no primeiro semestre desse ano, bem como a previsão de lançamento do modulo de importações já no início de 2018;
  •  Fomento ao dinamismo e ao desenvolvimento tecnológico de startups, por meio de programas de aceleração, como o InovAtiva; de internacionalização, como o StartOut; e da necessária conexão com grandes empresas, como o Conexão Startup-Indústria;
  •  Desenvolvimento, por um grupo técnico específico, da estratégia brasileira para a indústria 4.0, a ser lançado em março de 2018;
  •  Reestruturação do Instituto Nacional de Propriedade Industrial;
  •  Lançamento da consulta pública para formulação da Agenda Regulatória de Comércio Exterior, pela SE/Camex;

Conex

Participam do Conex, os representantes do setor produtivo nomeados em julho de 2017, por meio da Resolução Camex n°60/2017. Os conselheiros possuem mandato de 2 anos, pessoais e intransferíveis. A participação nas atividades do Conex é considerada serviço público de natureza relevante, não ensejando remuneração.

Compete ao Conex assessorar a Camex, por meio da elaboração e do encaminhamento de estudos e de propostas setoriais para aperfeiçoamento da política de comércio exterior.

Fonte: Comex do Brasil”

Referências:Melhorias no ambiente de negócios são destacadas por Marcos Pereira em reunião do Conex, 2017.Disponível em:”http://www.assintecal.org.br/noticias/108/melhorias-no-ambiente-de-negocios-sao-destacadas-por-marcos-pereira-em-reuniao-do-conex” Acesso em: 11 de dezembro de 2017.”

PESQUISAS MOSTRAM QUE 73% DOS BRASILEIROS DEVEM IR ÀS COMPRAS NO NATAL; DATA VAI MOVIMENTAR R$ 51,2 BI NA ECONOMIA

Resultado de imagem para Compras no natal

O site da Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos informa (Assintecal):

“Os sinais mais recentes de uma lenta e gradual recuperação econômica já se refletem nas perspectivas para a data mais importante em faturamento e volume de vendas no varejo: o Natal. Uma pesquisa realizada em todas as capitais pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) aponta que 110,8 milhões de consumidores brasileiros devem presentear alguém no Natal de 2017. Se as expectativas forem confirmadas, o Natal deste ano será um pouco melhor que o do ano passado, quando a projeção havia sido de 107,6 milhões de consumidores nas lojas. Em termos percentuais, 73% dos brasileiros pretendem comprar presentes para terceiros no Natal deste ano, número que se mantém elevado em todas as faixas etárias e classes sociais. Apenas 8% disseram que não vão presentear, ao passo que 18% ainda não se decidiram.

Considerando somente a aquisição de presentes natalinos, a movimentação de dinheiro na economia deverá ser de R$ 51,2 bilhões no comércio, cifra que representa um leve crescimento nominal na comparação com 2016, ano em que a projeção girou em torno de R$ 50 bilhões.

Na avaliação do presidente do SPC Brasil, Roque Pellizzaro Junior, a injeção desse volume de recursos na economia mostra porque o Natal é o período mais aguardado do ano para consumidores e comerciantes e dá indícios de que a disposição dos brasileiros para consumir está retornando. “De um lado, milhões de consumidores investem tempo e recursos financeiros na compra de presentes e na preparação das celebrações; do outro, muitos empresários se preparam para contratar mão de obra e aumentar a produção, na esperança de que as vendas compensem o resultado tímido ao longo do ano”, afirma Pellizzaro Junior.

Roupas, calçados e acessórios estão entre os produtos mais procurados no Natal

De acordo com o estudo, por mais um ano as roupas permanecem na primeira posição do ranking de produtos que os consumidores pretendem comprar para presentear no Natal (56%). Os brinquedos (43%), perfumes e cosméticos (32%), calçados (31%) e acessórios, como bolsas, cintos e bijuterias (24%), completam a lista de produtos mais procurados para a data. Presentes de maior valor agregado como celulares (12%), jogos e videogames (10%), eletrônicos (8%) e joias (8%) ficaram menos bem posicionados neste ano.

No ranking daqueles que serão agradados com presentes neste Natal, os filhos aparecem em primeiro lugar (63%). Em seguida, os mais mencionados são os maridos ou esposas (49%), mães (47%), irmãos (27%) e pais (21%).

Na hora de escolher os presentes, o fator que os consumidores mais levam em conta é o perfil do presenteado (28%), seguido do desejo de quem vai receber o presente (20%), da qualidade do item (16%) e das promoções ou descontos (13%).

Em média, os consumidores ouvidos na pesquisa pretendem comprar entre quatro e cinco presentes, no ano passado, esse número era de quatro aquisições. O valor médio com cada item será de R$ 103,83, mas considerando a compra de todos os presentes, o brasileiro deve desembolsar em média, R$ 461,91, cifra muito próximo a observada em 2016, que era de R$ 465,59.

Outro dado que sugere uma disposição maior de consumo para o Natal deste ano, é que a maioria dos consumidores irá gastar individualmente a mesma quantia (33%) ou um valor superior ao desembolsado em 2016 (19%). Os que pretendem gastar menos representam 26% da amostra.

Ter o hábito de presentear (64%) e considerar o gesto importante (31%) são as razões mais comuns entre aqueles que decidiram comprar presentes neste Natal. Entre aqueles que não irão presentear terceiros no Natal de 2017, 20% não o fazem por falta de hábito ou porque não gostam. As demais razões estão mais ligadas à crise, como a falta de dinheiro (17%) e o desemprego (15%). Os que não vão comprar presentes porque estão endividadas e precisam pagar contas somam 10% desses consumidores.

“Tradicionalmente, há muita expectativa em torno do Natal. Embora os brasileiros estejam enfrentando tempos difíceis, com altos patamares de desemprego e uma grave crise política e social, o simbolismo e a atmosfera emocional dessa época do ano parecem predominar e despertar sentimentos positivos na maioria das pessoas”, observa a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.

83% vão pesquisar preços, principalmente pela internet

Em tempos de recessão, mesmo com a inflação controlada, é comum que o consumidor tenha a sensação de que o orçamento está mais apertado e que a renda não acompanha o ajuste de preço dos produtos. Tanto é que entre a maioria dos consumidores ouvidos, predomina a impressão de que os presentes de Natal estão mais caros em 2017 do que no ano passado (58%). Para 22%, os produtos estão na mesma de preço, enquanto apenas 7% falam em preços menores.

Investir tempo para fazer pesquisa de preço será novamente um hábito frequente entre os compradores: 83% garantem que vão adotar a prática e a internet (76%) será a principal aliada para fazer esse tipo de comparação. Outros 50% vão pesquisar em lojas de shopping e 48% vão comparar preços indo de porta em porta nas lojas de rua.

Compras online ultrapassam shopping center; preços, promoções e descontos são levados em conta para escolha do local de compra

Neste ano, pela primeira vez as lojas online ultrapassaram os shopping centers como o local de maior concentração das compras de Natal. A cada dez compradores, quatro (40%) concentrarão as compras na internet, o que representa um crescimento de oito pontos percentuais em relação a 2016. Na sequência estão os shoppings centers (37%), lojas de departamento (37%) e lojas de rua (26%). Os endereços online preferidos são os sites das grandes redes varejistas (68%), sites de classificados de compra e venda (42%) e lojas especializadas em vestuário e acessórios (34%).

Na opinião dos entrevistados, os fatores que mais pesam na escolha do ponto de venda são o preço (58%), ofertas e promoções (50%), diversidade dos produtos (27%) e a qualidade do atendimento (20%).

Para quem vai comprar online, o educador financeiro do portal ‘Meu Bolso Feliz’ faz um alerta: “É preciso ter cuidado para realizar compras pela internet. O ideal é fazer os pedidos com certa antecedência para que os presentes cheguem a tempo das festas. O atraso na entrega de encomendas é um problema que os consumidores costumam enfrentar nesta época do ano, mas que podem ser evitados se houver planejamento”, alerta Vignoli.”

Referências:Pesquisas mostram que 73% dos brasileiros devem ir às compras no Natal; data vai movimentar R$ 51,2 bi na economia, 2017.Disponível em:”http://www.assintecal.org.br/noticias/78/pesquisas-mostram-que-73-dos-brasileiros-devem-ir-as-compras-no-natal-data-vai-movimentar-r-512-bi-na-economia” Acesso em: 05 de dezembro de 2017.”

 

MISSÃO EMPRESARIAL: PROGRAMA DE INTERNACIONALIZAÇÃO PERU-COLÔMBIA

Resultado de imagem para missao empresarial

O site da Associação Brasileira de Empresas de Componentes para Couro, Calçados e Artefatos informa (Assintecal):

“A Agência Brasileira de Promoção de Exportação e Investimentos (Apex-Brasil) realizará entre os dias 26 de fevereiro a 02 de março de 2018 uma Missão de Internacionalização para as cidades de Lima, no Peru, e Bogotá, na Colômbia.

O objetivo da ação é apoiar as empresas brasileiras que desejam expandir suas exportações por meio de abertura de operações nesses países, tais como escritórios comerciais, centros de distribuição, lojas, assistência pós-venda, etc.

Na missão serão oferecidas informações sobre o ambiente de negócios do Peru e da Colômbia, reuniões com prestadores de serviços, visitas técnicas, interações com empresas instaladas e apoio na elaboração do Plano de Expansão Internacional da empresa.

MISSÃO DE INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS PARA O PERU E COLÔMBIA

Data: 26 de fevereiro a 02 de março de 2018
Local: Hotéis em Lima e Bogotá, a definir, e visitas técnicas à locais externos conforme programação.

Inscreva-se para o processo seletivo até o dia 20 de dezembro.
Informações sobre a missão

Investimento: *R$500.00 por empresa
*Neste valor não estão incluídos despesas de viagem, traslados e alimentação.

MAIS INFORMAÇÕES

Apex-Brasil – Relacionamento com Clientes
+55 61 3426-0202
www.apexbrasil.com.br

apexbrasil@apexbrasil.com.br”

Referências:MISSÃO EMPRESARIAL: Programa de internacionalização Peru-Colômbia, 2017.Disponível em:”http://www.assintecal.org.br/noticias/66/missao-empresarial-programa-de-internacionalizacao-peru-colombia” Acesso em: 04 de dezembro de 2017.”